Crescem os casos de preconceito contra pessoas obesas. Você sofre com esse tipo de situação? O que fazer para dar um basta nisso? Confira nesse post.

»»» Comece o MEU CORPO IDEAL hoje, conquiste o corpo dos seus sonhos e não tenha mais vergonha de si própria! [Clique aqui]

“Você é bonita… se fosse magra seria mais bonita”, “Desculpa, não temos calças do seu tamanho”, Porque você não toma uma remédio para emagrecer?”, “Já pensou em fazer uma cirurgia para perder peso?”.

Esses são apenas alguns exemplos do que pessoas que com excesso de peso enfrentam todos os dias. Se você já passou por uma situação dessas, certamente sentiu-se impotente, constrangida e com vontade de sumir.

É triste, mas os casos de preconceito contra pessoas obesas vem aumentando muito no Brasil, e as ofensas estão cada vez piores.

Quem sofre discriminação, especialmente por ser obeso, tende a se isolar das outras pessoas e buscar conforto na comida, o que só agrava o problema.

Em casos mais graves, quando o sofrimento é muito grande, a pessoa pode sofrer com distúrbios alimentares graves, depressão e até mesmo dependência química.

Mas o que fazer para eliminar essa dor e mudar de vida completamente?

É muito importante buscar auxílio psicológico. Coaches e psicólogos irão ajudar a colocar a mente da pessoa em ordem. Restabelecer o equilíbrio mental é extremamente importante para o resgate da confiança e da autoestima.

Além disso é preciso também cuidar do corpo. Hábitos como alimentação saudável e balanceada e a pratica de exercícios físicos vão restabelecer a saúde física da pessoa.

Corpo e mente devidamente equilibrados e saudáveis são a solução para acabar de vez com o preconceito que destrói milhares de vidas todos os dias.

»»» Comece o MEU CORPO IDEAL hoje, conquiste o corpo dos seus sonhos e não tenha mais vergonha de si própria! [Clique aqui]

Se você gostou desse post, compartilhe com seus amigos e deixe o seu comentário aqui abaixo. Aproveite também para saber mais sobre o Meu Corpo Ideal e como emagrecer 1 ano em apenas 9 semanas.

Até a próxima!